Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2011

ANANINDEUA: Dados Gerais

    Foto: BR-316 (Adrielson Furtado, 2008)

HISTÓRIA
Data de criação: 03 de janeiro de 1944
Toponímia: Alusão à arvore de Anani, que crescia em abundância à margem do igarapé. Ficando Ananindeua lugar de Ananin.
Gentílico: Ananindeuense.

LOCALIZAÇÃO
CEP: 67.000-000 a 67.199-999
Localização: Mesorregião Metropolitana de Belém e Microrregião de Belém.
Municípios limítrofes: Belém, Benevides e Marituba.
Dista de Belém: 14 Km.


   Imagem: Localização do município de Ananindeua (Adrielson Furtado, 2008)

GEOGRAFIA
Área: 190,50 Km²
Latitude: 01°21´58´´
Longitude: 48°22´22´´
Clima: Megatérmico, úmido, com temperatura elevada em torno de 25°C.
Umidade Relativa do Ar: 85%
Período chuvoso: Janeiro a Junho.
Precipitação pluviométrica: 2.250 mm(média anual)
Relevo: Várzeas, terraços e baixos platôs. Morfoestruturalmente, insere-se no planalto rebaixado da Amazônia (Baixo Amazonas).
Vegetação: Floresta secundária em vários estágios de recomposição e vegetação de várzea.
Unidades de Conservação: Área de…

POLO UNIVERSITÁRIO: Ananindeua em 2012 terá campi da UFPA e IFPA

Imagem: Área do polo multiinstitucional (Adaptado por Almeida (2011) apartir de Google Earth 2011).

O prefeito municipal de Ananideua e autor do projeto que prevê a criação do polo multiinstitucional na Granja do Icuí, (antiga residêncial oficial dos governadores), teve seu projeto aprovado pela presidenta Dilma Roussef em agosto.

O projeto prever 500 vagas para o campus da UFPA, com cursos diferentes dos oferecidos na capital. Além da IFPA, a UEPA e UFRA também manisfestaram-se interessadas em fazer parte do novo polo multiinstitucional.

Em breve, Ananindeua será mas um polo de difusão e produção científica, que refletirá em mais qualificação profissional e competitividade para o mercado de trabalho.

A previsão que até o final de 2012 o Polo Multiinstitucional esteja instalado.

Fonte:Vitória: Ananindeua terá campi da UFPA e IFPA. Informe Ananindeua. Informativo da prefeitura municipal de Ananindeua. Set. 2011. p.1

Blog sobre Ananindeua: 10.000 acessos

Em poucos meses este blog recebeu cerca de 9 mil acessos.

No inicio do ano tinha cerca de 1.300 acessos, 8 meses depois esse número atingiu a marca de 10.000 acessos.

Dentre as postagens mais visitadas temos: Histórias do município de Ananindeua, Simbolos municipais, Memórias da Estrada de Ferro de Bragança, Ananin, Maguary, Sinopse do censo 2010. Como vocês podem ver, o interesse pelas informações estão diretamente relacionadas com as pesquisas escolares.

Depois, a pesquisa por imagem através do Google imagens traz o internauta diretamente a página do blog.

Todas essas ações, nada mas são que o reconhecimento e o incentivo para continuar postando informações deste município tão importante para o Estado.

Desde já agradeço a todos os seguidores, e a todos aqueles que adcionaram esta página aos seus favoritos.
Não esqueçam que estou sempre a disposição através do meu e-mail.

Grande abraço a todos

Adrielson Furtado

Ilhas de Ananindeua: Serviços infraestruturais.

O Prefeito Municipal de Ananindeua entregou no ultimo dia 11.09.11 a embarcação que fará o transporte escolar dos alunos da região das ilhas.

Foto: Transporte escolar (Almeida, 2011)

“A lancha foi adquirida junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do governo federal, por meio do Programa “Caminho da Escola”, que tem o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir a segurança e qualidade do transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar (Diário do Pará)”.

A lancha que diminui o tempo do trajeto de 50 min. para 20 min. Além da rapidez os estudantes terão maior segurança nas viagens.

“Entre os fatores que levaram o município a ser beneficiado com a lancha escolar estão a quantidade de estudantes atendidos, as rotas feitas e a quantidade e a duração das viagens que as embarcações realizam (Diário do Pará)”.

Outra embarcação que ainda está em negociação é a da saúde, que fará o transporte e atendimento de todas as comunidades atra…

ESTRADA DE FERRO DE BRAGANÇA

Em comemoração a trigésima postagem e, a grande procura por informações sobre a mais importante estrada de ferro já existente no Pará, esse mês o Blog Adrielson Furtado traz novas informações sobre esta ferrovia, com fotos e mapas que ajudam a entender todo o cenário que se desenrolou durante as décadas em que as marias fumaças cruzavam as paradas, estações e ramais pelo nordeste do Pará.

Em respeito aos meus seguidores e leitores as informações são fidedignas e possuem fontes citáveis, somente algumas fotos não conseguir identificar a fonte, mas para ilustrar preferir colocar para conduzir a todos neste imaginário que cercava a Estrada de Ferro de Bragança.

Assim como Ananindeua, outros locais ganharam relevância e importancia com o passar dos trilhos e suas marias fumaças. Graças a ela muitos municipios se formaram e receberam denominações. Mas foram poucos que conseguiram preserva sua história e sua identidade através da conservação de suas paradas, trilhos, pontes, caixas dágua e…

ESTRADA DE FERRO DE BRAGANÇA: AVISO DE EXTINÇÃO DA (1964)

Segue a transcrição do aviso da Rede Ferroviaria Federal, publicado em A Provincia, em 31 de dezembro de 1964:

EXTINÇÃO DA ESTRADA DE FERRO

REDE FERROVIÁRIA FEDERAL S/A
ESTRADA DE FERRO DE BRAGANÇA

AVISO AO PÚBLICO

A Superitendência da ESTRADA DE FERRO DE BRAGANÇA, em obediência à decisão da Diretória 187/64, de 18 de dezembro de 1964, da REDE FERROVIARIA FEDERAL S/A., avisa aos seus usuários que suspenderá o tráfego e seus trens de carga e passageiros, a partir do dia primeiro de janeiro de 1965.
Belém, 26 de dezembro de 1964.

LOURIVAL REI DE MAGALHÃES
Superintendente Substituto em Exercício.

Fonte:

SIQUEIRA, J. L. F. Trilhos: o caminho dos sonhos (Memorial da Estrada de Ferro de Bragança). Bragança, 2008.



ESTRADA DE FERRO DE BRAGANÇA: Locomotivas

Foto: Locomotiva Maguary (Wikipedia)

De acordo com os relatórios do Coronel Roberval Silva Presidente do Grupo de Trabalho da Estrada de Ferro de Bragança, na qual ele relaciona os números e respectivos nomes das locomotivas existentes na época da extinção da Estrada de Ferro. Trinta locomotivas, sendo quatro a diesel não identificados.

    Foto: Vagão do trem da EFB do Parque da Residência (Adrielson Furtado, 2011)


1 –Santa Izabel;
2 – Belém;
3 – Crespo de Castro;
4 – São Braz;
5 – Lauro Sodré;
6 – Pará;
7 – Apeu;
8 – Bragança;
9 – Peixe Boi;
10 – Caripi;
11 – Jambu-Açu;
12 – Quatipuru;
13 – Maracanã;
14 – Pinheiro;
15 – Augusto Montenegro;
Foto: Locomotiva Augusto Montenegro
Fonte: www.somostodosedmilson.blogspot.com

16 – Marituba;
17 – Sá Pereira;
18 – Joaquim Távora;
19 – Timboteua;
21 – Açaiteua;
22- Desmontada;
23 – Rio Branco;
24 – Anhanga;
25 – Capanema;
26 – Cametá;
27 – José Serrão;
28 – Castanhal;
29 – Igarapé-Açu;
30 – Tauari.

Foto: Estação Cen…

ESTRADA DE FERRO DE BRAGANÇA: Estações, Paradas, Ramais e Sub-ramais..

A seguir veja todas as estações existentes no ano de 1928, com suas paradas e estações, ramais e sub-ramais conforme Siqueira (2008).

TABELA DE PARADAS E QUILOMETRAGEM DO RELATÓRIO DA ESTRADA DE FERRO DE 1928.
Figura: Mapa da Estrada de Ferro de Bragança (CRUZ)

ESTAÇÕES
1 Belém – 0,000 km
2 São Braz (Central) – 5.340 km
3 Entroncamento – 10.880 km
4 Ananindeua (Parada) – 19.121 km
5 Marituba – 22.550 km
6 Canutama – (Parada) – 30.397 km
7 Benevides – 33.228 km
8 Moema (Parada) – 42.970 km
9 Santa Izabel – 46.038 km
10 Americano – 58.340 km
11 Apehú – 66.513 km
12 Km 72 (Parada) -71.170 km
13 Castanhal – 73.860 km

14 Km 80 (Parada) – 79.855 km
15 Anhanga – 88.703 km
16 Granja Eremita (Parada) – 100,999 Km
17 Jambuassú (Parada) – 108,854 Km
18 Igarapé-assú – 116,402 Km
19 1° Caripy (Parada) – 121, 368 Km
20 2° Caripy (Parada) – 124, 813 Km
21 São Luiz – 133, 571 Km

22 Livramento (Parada) – 139,606 Km
23 Timboteua – 151,560 Km
24 E. Experimental (Parada) – 155,460 Km
25 Peixe-Boi – 161,7…

Lista dos Prefeitos de Anaindeua (1944 a 2013)

Segue a lista dos prefeitos nomeados e eleitos pelo voto direto.

Prefeitos Nomeados:
1944 - Claudomiro Belém de Nazaré
1945 - Fausto Augusto R. Batalha
1946 - Claudomiro Belém de Nazaré
1946 - José Platino Santana

Prefeitos Eleitos:

1948 a 1951 - João Alves de Andrade


1952 a 1955 - Raimundo da Vera Cruz

1956 a 1959 - Raimundo Dickson Ferreira

1960 a 1963 - Claudomiro Belém de Nazaré

1964 a 1967 - Walterno Cardoso Teixeira

1968 a 1971 - José Cabral Vicente

1972 a 1975 - Paulo Afonso de Oliveira Falcão

1976 a 1979 - Luís Otávio Branco

1980 a 1983 - Frederico Santos de Souza


1984 a 1987 - Paulo Afonso de Oliveira Falcão

1988 a 1991 - Fernando de Souza Corrêa


1992 a 1996 - Rufino Franco de Leão Filho

1997 a 2000 - Manoel Carlos Antunes (Pioneiro)

2001 a 2004 - Manoel Carlos Antunes (Pioneiro)

2005 a 2008 - Helder Zahluth Barbalho


2009 a 2011 - Helder Zahluth Barbalho


2012 a .... - Manoel Carlos Antunes (Pioneiro)


















Fonte:
CASTRO, Ana Tereza Leão. Redescobrindo Ananindeua,…

Curva da Castanheira*

Talvez uma das árvores mais simbolicas que Belém já teve: a Castanheira. Localizava-se em frente ao atual Seminário Teológico Batista Equatorial na BR-316.

Foto: Curva da Castanheira (Agenda 2011 do Shopping Castanheira)

Dentre as histórias narradas sobre a árvore, conta-se a de uma mulher que foi esperar o ônibus com seu filho embaixo da castanheira, quando caiu um ouriço na cabeça da criança matando-a. Dizem que apartir do acontecido a árvore deixou de produzir frutos.

Na decada de 1990, durante a construção do shopping em suas proximidades, o DNER quiz cortar a árvore, mas a igreja Batista entrou com uma ação contra a sua retirada, vindo esta a ganhar tal ação.

No entanto, a castanheira morreu, talvez por causa das alterações causadas no solo, como o asfalto, ficando só o tronco da mesma por alguns anos, sendo retirada mais tarde para evitar acidentes.

Na época do trem, a Castanheira era conhecida pela curva que se formava ápos sua passagem, por isso este trecho da estrada de ferr…

Ilha de Sororoca ganha primeira publicação em revista cientifica nacional

Em junho de 2011, a Revista Scientia Forestalis (Piracicaba) publicou em seu v. 39, n. 90, p. 191-198 o artigo intitulado: Florística e estrutura da comunidade arbórea de uma floresta de várzea na Ilha de Sororoca, Ananindeua, Pará, Brasil. Produzido pelos pesquisadores Adrielson Furtado Almeida (Bacharel em Turismo, Mestre em Ciências Ambientais. Universidade Federal do Pará. Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais) e Mário Augusto Gonçalves Jardim (Eng. Florestal, Doutor em Ciências Biológicas. Museu Paraense Emilio Goeldi). A produção cientifica é resultado da dissertação de Mestrado em Ciências Ambientais de Almeida apresentada em 2010, em que Jardim foi o orientador.

O estudo teve como objetivo conhecer a composição florística e a estrutura da comunidade arbórea de uma floresta de várzea na Ilha de Sororoca, no município de Ananindeua, estado do Pará, Brasil. Foram instaladas oito parcelas de 50 x 50 m subdivididas em cinco transectos de 10 x 50 m e amostradas as espéc…

SAÚDE: Uma questão social que precisa de prioridade

As famílias residentes nas áreas rurais de Ananindeua sofrem quando precisam de auxilio a saúde. Os moradores da comunidade Agrícola do Abacatal precisam se deslocar por aproximadamente 8 km até o centro urbano para conseguir atendimento, e ainda enfrentam a dificuldade de acesso pela estrada não pavimentada, que durante o período chuvoso fica intrafegável.

No outro extremo do município a realidade é a mesma, só que a dificuldade não é a trafegabilidade por terra e sim pela água. Os ribeirinhos precisam se deslocar em pequenas embarcações para conseguir atendimento médico. A região formada por nove ilhas, quase todas habitadas não há postos de saúde, apenas Agente Comunitário de Saúde (ACS).

Quem reside na ilha de Sororoca por exemplo, desloca-se para o Murunim (município de Benevides) em busca de atendimento. Quem mora na Comunidade de Nova Esperança ou Igarapé Grande (Ilha de João Pilatos) procuram atendimento médico no bairro do Curuçambá ou no PAAR, ambos em Ananindeua.

No entanto…

AÇAÍ (Euterpe oleracea Mart.): Sobrevivência alimentar e econômica dos ribeirinhos de Ananindeua

Foto: Fruto e bebida do Açái (Adrielson Furtado, 2010)

Foto: Açaizal na Ilha de Sororoca (Almeida, 2009)

Nas vegetações de várzea da região insular de Ananindeua é comum encontrar populações de açaizeiros (Euterpe oleracea Mart.) responsáveis pela sobreviência alimentar e econômicas das familias insulares.

    Foto: Açaizairos (Adrielson Furtado, 2009)

Para Cavalcante (1996), a palmeira cresce em touceira formadas por sucessivas brotações a partir da semente, chegando até 20 pés por touceira, em diferentes estágios de crescimento. Sua maior ocorrência é no estuário do rio Amazonas em terrenos de várzea, de igapó e terra firme. A importância alimentar é disseminada por toda a região amazônica, do Maranhão a Colômbia.

   Foto: Açaizairos nos quintais de várzea (Adrielson Furtado, 2009)

    Foto: Açaizairos nos quintais de terra firme (Adrielson Furtado, 2009)

Para o gênero Euterpe já foram identificados 49 espécies na América do Sul e Central (CAVALCANTE,1996):
Colômbia: 19 espécies
Bra…