Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Seringais de Ananindeua – Laços extemporâneos de uma identidade.

A memória é uma evocação do passado. É a capacidade humana para reter e guardar o tempo que se foi, salvando-o da perda total (CHAUÍ, 2001). A memória é um elemento essencial do que se costuma chamar identidade, individual ou coletiva (LÊ GOFF, 1990). O patrimônio funciona como um mediador entre o passado e o presente, uma referencial capaz de dar uma sensação de continuidade em relação a um passado.
A identidade de uma nação também pode ser definida pelos seus monumentos. Esses bens constituem um tipo especial de propriedade: a eles se atribui a capacidade de evocar o passado e, desse modo, estabelecer uma ligação entre passado, presente e futuro. A identidade é o sentimento de pertença a uma comunidade imaginada cujos membros não se conhecem, mas partilham referências comuns. Assim, tudo que o homem produziu durante anos é importante porque conta a sua origem e diz quem ele é.
Uma cidade é identificada pelo seu povo que a constrói ao longo dos tempos. Ananindeua já foi identificada c…