Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

Coqueiro, de povoado a vila, a bairro mais populoso de Ananindeua.

Estrada de Ferro de Bragança: Vagões da Fábrica Nacional de Vagões (FNV)FNV

Para ilustrar um tempo que não volta mais, mas que foi de fundamental importância para o desenvolvimento do município de Ananindeua, vejamos a seguir os anúncios da  Fábrica Nacional de Vagões (FNV), na década de 1950, que apresentavam "os primeiros carros de passageiros inteiramente metálicos", com imagens dos vagões construídos para a Estrada de Ferro Bragança.

 A Fábrica Nacional de Vagões S.A. construiu, com materiais de fabricação nacional, os primeiros carros de passageiros, inteiramente metálicos, que competem em qualidade, segurança e conforto om os similares estrangeiros.




Os vagões para passageiros eram inteiramente de aço, construídos para a Estrada de Ferro de Bragança, pela Fábrica Nacional de Vagões.

Fonte: http://vfco.brazilia.jor.br/ferrovias/EFdeBraganca/vagoes-metalicos-passageiros-FNV.shtml 


Ananindeua Em Suas Mãos

Programa Eco Record sobre a Região Insular de Ananindeua - PA

A região insular de Ananindeua será traduzida e mostrada nas lentes do programa Eco Record (Dom. 16.12.12)  às oito e meia da manhã.

No mês de outubro a produção do programa visitou as comunidades de João Pilatos e Igarapé Grande, na ocasião buscou-se registrar as paisagens, a  fauna, a flora e o cotidiano dos insulares na comunidade de João Pilatos. 


No ultimo dia 08/12 ocorreu o sugundo dia de gravação do programa na ilha de João Pilatos. Dessa vez, apresentadora Salcy Lima deu continuidade a gravação do programa a partir do porto do Surdo no Curuçambá.



Depois de aproximadamente 50 min de viagem fluvial pelos igarapé do Curuçambá, rio Maguari e furo das Marinhas e o furo de Santa Rosa, desembarcamos na comunidade de Igarapé Grande.


A caracterização da região foi  apresentda pelo pesquisador e turismólogo Adrielson Furtado, que também narrou os principais fatos históricos que marcaram os processos de ocupação pelos ribeirinhos ao longo dos séculos.


Dessa vez, as lentes atentas do …

A utilização das espécies arbóreas da floresta de várzea da Ilha de Sororoca, Ananindeua, Pará, Brasil por moradores locais.

Este artigo foi publicado na Revista Brasileira de Ciência Ambientais (Edição 23), resultado dissertação de mestrado em Ciências Ambientais (UFPA).

O objetivo da pesquisa foi identificar a utilização das espécies arbóreas por moradores ribeirinhos da Ilha de Sororoca, localizada no município de Ananindeua, Pará, Brasil.

A metodologia consistiu na identificação das espécies com DAP ≥ 10 cm em 2 ha de floresta de várzea e respectivas informações sobre a forma de uso e a parte usada das espécies.

Foram registradas 53 espécies em 47 gêneros e 21famílias, onde Fabaceae, Arecaceae e Lecythidaceae apresentaram o maior número de espécies. Euterpe oleracea Mart. e Virola surinamensis (Rol. ex Rottb.) Warb. foram relacionadas em seis categorias de usos.

As principais categorias de usos das espécies concentraram-se na construção (34%) e artesanato (31%).

Concluiu-se que a articulação comunitária junto aos órgãos públicos pode ser uma alternativa para estabelecer medidas educativas visando dar s…