Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Rodovia do 40 Horas e suas mudanças sócio-espaciais

A Estrada do 40 Horas foi a primeira denominação que recebeu um das mais antigas estradas do município de Ananindeua. A Rodovia do 40 Horas como passou a ser chamada se inicia no centro do antigo povoado do Coqueiro, no cruzamento com a antiga Rodovia do Coqueiro (Atual Mario Covas) e Transcoqueiro. Sua extensão é de aproximadamente 4,6 km, contado da Av. Mario Covas até próximo às margens do rio 40 Horas. A Estrada recebeu esse nome por terminar num afluente do rio Ariri, que segundo Penteado (1968) também já foi denominado de 48 horas.
Com o processo de industrialização do município de Ananindeua na década de 70, os terrenos próximos ao rio 40 Horas foram estratégicos para implantação de madeireiras como a Importadora e Exportadora Trevo LTDA., que escova sua produção pelos rio Ariri e Maguari até a baía do Guajará, bem como pela rodovia, que lhe daria fácil acesso a BR-010. Outra grande exportadora é a Peracchi LTDA., localizada próximo ao centro do 40 Horas.
Os primeiros moradores …

Ananindeua sintetizada em 10 momentos históricos

1° Momento (1790) O primeiro processo de ocupação do município de Ananindeua foi iniciado por volta de 1790, através de um engenho de cana de açúcar de propriedade do Conde Antônio Koma de Melo, às margens do Rio Guamá, que deram origem à comunidade mais antiga de Ananindeua, Colônia Agrícola do Abacatal, que localiza-se

2° Momento (1850-1895)
Na década de 1850, foi a vez dos ribeirinhos que se estabeleceram no Maguary (que antes recebia o nome de Maguari-Açu), fugindo do confronto da Cabanagem, formando um pequeno aglomerado populacional conhecidos como “Boca” e a do “Cabeceira”. Neste período ocorre os primeiros registros de terras no Maguary (1856), a área do Distrito Industrial e Mocajutuba (entre o período de 1880 a 1895). A partir de 1890, verifica-se o povoamento na região insular como: Ilha de Sassunema (1894), Ilha do Roldão (faz parte da ilha de Santa Rosa) (1895), Ilha do Mutum (1986), etc.
3° Momento (1884) Inauguração do primeiro trecho da via-férrea bragantina (29 quilômetro…

Ananindeua e seus 70 anos - De Povoado a 2° maior Cidade do Estado.

Uma cidade é identificada pelo seu povo que a constrói ao longo dos tempos. Ananindeua já foi identificada, um dia, como um pequeno povoado ao longo da estrada de ferro de Bragança, como também a de cidade dormitório de Belém no século XX, esses modelos de identificação variam com o tempo. Na década de 1990, ficou conhecida pelos eventos culturais promovidos pelo poder público, como o Forronindeua, Carnanindeua, Ananindeua country e Aniversário da cidade. Bem como, pelo trecho da Br-316 que mais sofreu urbanização. O município também cresceu muito tanto em termos populacionais quanto em termos de ocupações desordenadas, porém, seus moradores que, em sua maioria, vieram de outros municípios do Estado. O crescimento populacional até a década de 1960 foi lento (20.478 hab.). No espaço de 40 anos houve um aumento acelerado em quase 20 vezes, devido à busca da aquisição da casa própria, encontrando em Ananindeua melhores condições de compra e de espaço. Ananindeua é a terceira cidade da Ama…